Loja

A loja Melinda & Julius nasceu da vontade e da necessidade de criar um local onde as pessoas pudessem encontrar produtos alimentícios de qualidade, bem como receber informações a respeito de como utilizá-los adequadamente.

Pretendemos que seja um ambiente de troca de informações e vivências sobre saúde, bem-estar, meio-ambiente e auto-conhecimento, pois para nós, a opção por alimentos integrais e/ou orgânicos vai muito além da questão da saúde.

Apesar de muitas vezes não ser uma relação facilmente reconhecível, acaba englobando o modo como enxergamos nosso papel na sociedade. Questões como sustentabilidade, ética, consumo consciente e meio-ambiente tornam-se presentes em cada compra que fazemos.

Produtos

O que oferecemos para seu bem-estar:

  • Bebidas vegetais de arroz, aveia, cevada, soja, espelta
  • Biscoitos e doces integrais
  • Biscoitos sem glúten
  • Bolos e sobremesas sem açúcar nem adoçantes
  • Carnes vegetais
  • Cereais e derivados
  • Cereais matinais
  • Chás e cafés
  • Clorofilas
  • Comida congelada integral
  • Comida congelada orgânica
  • Cosméticos orgânicos
  • Frutas secas e oleaginosas
  • Geléias, compotas e doces
  • Geléia real
  • Laticínios orgânicos
  • Legumes, hortaliças, frutas e ovos orgânicos
  • Livros nas áreas:
    • Pensamento Oriental & Espiritualidade
    • Saúde & Alimentação
    • Ecologia profunda & Sustentabilidade
    • Psicologia & Filosofia
  • Massas integrais e sem glúten
  • Mel e derivados
  • Molhos e conservas
  • Óleos vegetais
  • Pães e salgados integrais
  • Pães sem glúten
  • Polpas de fruta orgânicas
  • Pratos prontos orgânicos congelados
  • Produtos de beleza e higiene
  • Produtos de limpeza naturais e biodegradáveis
  • Produtos sem Glúten - para quem tem celíáse (intolerância à glúten)
  • Restaurante integral
  • Sacos de lixo oxibiodegradáveis
  • Sorvetes naturais adoçados com mel ou açúcar mascavo
  • Sorvetes orgânicos
  • Sucos orgânicos
  • Temperos e ervas medicinais
  • Utensílios de cozinha
Leia mais

O que é consumo consciente?

A humanidade caminha para um beco sem saída. Se o atual ritmo de exploração do planeta continuar, em um século não haverá fontes de água ou de energia, reservas de ar puro nem terras para agricultura em quantidade suficiente para a preservação da vida.

Hoje, mesmo com metade da humanidade situada abaixo da linha de pobreza, já se consome 20% a mais do que a Terra consegue renovar. Se a população do mundo passasse a consumir como os americanos, seriam necessários mais três planetas iguais a este para garantir produtos e serviços básicos como água, energia e alimentos para todo mundo.

Como é evidentemente impossível arranjar mais três Terras, nem os americanos poderão continuar com o mesmo modelo de consumo, nem a população mundial poderá adotá-lo. A única saída é todos adotarmos padrões de produção e de consumo sustentáveis. Para os países ricos, isso significa, por exemplo, procurar fontes de energia menos poluidoras, diminuir a produção de lixo e reciclar o máximo possível, além de repensar sobre quais produtos e bens são realmente necessários para alcançar o bem-estar. Aos países em desenvolvimento, que têm todo o direito a crescer economicamente, cabe o desafio de não repetir o modelo predatório e buscar alternativas para gerar riquezas sem destruir florestas ou contaminar fontes de água.

Nesse processo, o consumidor consciente tem um papel fundamental. Nas suas escolhas cotidianas, seja na forma como consome recursos naturais, produtos e serviços, seja pela escolha das empresas das quais vai comprar em função de sua responsabilidade social, pode ajudar a construir uma sociedade mais sustentável e justa.

fonte: Instituto Akatu